Sexo muçulmano

Um casal muçulmano 'moderno', que prepara o casamento religioso, visita um Mullah para pedir conselhos. No final, o Mullah pergunta se eles têm mais alguma dúvida.

O homem pergunta:

- Nós sabemos que é uma tradição no Islão os homens dançarem com homens e mulheres dançarem com mulheres. Mas na nossa festa de casamento, gostaríamos de sua permissão para que todos dancem juntos.

-Absolutamente, não! - diz o Mullah - É imoral. Homens e mulheres sempre dançam separados.

- Então após a cerimónia eu não posso dançar nem com minha própria mulher?

- Não - respondeu o Mullah - É proibido pelo Islão.

- Está bem - diz o homem - E que tal sexo? Podemos finalmente fazer sexo?

- É claro! - responde o Mullah - Alá é Grande! No Islão, o sexo é bom dentro do casamento, para ter filhos!

- E quanto a posições diferentes? - pergunta o homem.

- Alá é Grande! Sem problemas! - diz o Mullah.

- Mulher por cima? - pergunta o homem.

- Claro! - diz o Mullah - Alá é Grande. Pode fazer!

- De gatas?

- Claro! Alá é Grande!

- Na mesa da cozinha?

- Sim, sim! Alá é Grande!

- Posso fazê-lo, então, com as minhas quatro mulheres juntas, em colchões de borracha, com uma garrafa de óleo quente, alguns vibradores, chantilly, acessórios de couro, um pote de mel e vídeos pornográficos?

- Claro que pode! Alá é Grande!

- Podemos fazer de pé?

- Nãããããão, isso é que não! DE MANEIRA NENHUMA! diz o Mullah.

- E porque não? - pergunta o homem, surpreso.

- Porque vocês podem entusiasmar-se e começar a dançar....

11 comentários:

outroladodanoticia disse...

Ótima! É assim que funciona a maioria das nossas normas e leis.

Cris disse...

Essa é boa....
Cris

Alexandre Brendim disse...

hahahahahahahahahhaha

Eu conheci um cara, que não deixava a filha ir ao cinema com o namorado a noite, porque era escuro...


hahhahahahahahahahhahahah

TONY disse...

Olá

Muito engraçado.

Agora cuidado com alguma bombita por aí, rsss

seuluiz disse...

Muito boa, Flávia, Alá é Grande!
Feliz páscoa.
Abraços

Banco de ideias disse...

O final foi genial/h.

blogdocatarino.com disse...

Ótima história, mas que estranho, pode fazer de tudo mas não pode dançar.

Antonio Regly disse...

Flávia,
Achei muito interessante esta história.
Quando estudei missões transculturais no seminário, abordamos aspectos culturais de vários povos e víamos comportamentos como este, que para nós era muito engraçado.
Assistimos o filme "Sangue sobre a neve", com Anthony Queen. Não se tratavam por nomes, mas sim "Alguém". O ato sexual era chamado de "rir" e o preâmbulo era "encostar a ponta do nariz no do outro" e riam à vontade.
Genial mesmo seu post!
Abraço.
Regly

Antonio Regly disse...

Esqueci de dizer que se tratava da cultura esquimó.
Abraço.

Antonio disse...

Legal devia ser usado no Brasil afinal dançamos direto rsrrssrsrsrsrs

Anônimo disse...

para tudo ver e tudo saber deveria dançar deveria tudo fazer.para poder proibir...